Quando recordamos do tempo de escola, é comum termos como uma das principais lembranças as avaliações.


No entanto, há quem associe a esse processo sentimentos de medo e angústia. Tudo depende da forma como esse instrumento foi apresentado e utilizado ao longo da jornada escolar que cada pessoa enfrentou.


Entretanto, nos últimos anos, a cultura de avaliação tem passado por um importante processo de ressignificação. Para ter uma aprendizagem significativa dos alunos, ela deve ser baseada no protagonismo deles mesmos.



Confira na revista Magnum a matéria do professor de Geografia do Colégio, Guilherme Silva.

Leia a matéria na íntegra!

Preencha seus dados e acesse: